Nosso “NÃO” não é tabu

Ser uma fêmea humana que ama outra fêmea humana, assumir o desejo por esse corpo que a sociedade insiste em desmerecer, em dizer ser frágil, em dizer ser falho, em dizer ser menos, em dizer ser pouco, é quebrar correntes, é político, é social, é romper com todas as regras, é um ato de amor e resistência.

O mal do feminismo miojo

Feminismo miojo faz frases como “nem todo homem”, “temos que considerar os homens”, “somos todes feministas” ou “feminismX é uma luta de todX por igualdade” sejam repetidas como uma verdade absoluta, sendo que a verdade é que nada disso é feminista, na-da!